Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube Flickr

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Município de Alfândega da Fé e Bombeiros Voluntários assinam protocolos de colaboração para obras de requalificação e transporte de doentes oncológicos

Protocolo 1 1 1024 2500
30 Jan '18

O Município de Alfândega da Fé vai apoiar a realização das obras de requalificação do quartel dos bombeiros. Recentemente, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alfândega da Fé iniciou obras de remodelação e ampliação do quartel, no valor de 371 mil euros financiados a 85% pelos fundos comunitários. Cerca de 55 mil euros (15%) vão ser comparticipados pela autarquia.

Este apoio surgiu pela necessidade que existia em melhorar as condições do edifício. Projetado há já vários anos, o quartel dos bombeiros de Alfândega da Fé encontrava-se desajustado para fazer face a um crescente número de atributos operacionais. As instalações não possuíam camaratas femininas e a cobertura já dava sinais de degradação, pelo que a intervenção tinha que ser feita.

Também estão a ser feitas obras para melhorar as acessibilidades e o serviço de atendimento ao público. Em vista está também a melhoria da eficiência energética do quartel, adotando sistemas de aproveitamento das energias renováveis para o funcionamento do edifício como a produção de águas quentes sanitárias e de energia para autoconsumo. Intervenções que a autarquia vai apoiar, comparticipando a parte não financiada pelos apoios comunitários.

Consulte aqui o protocolo.

Transporte de doentes oncológicos de Alfândega da Fé vai ser realizado pelos Bombeiros Voluntários

O Município e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alfândega da Fé assinaram também um protocolo de colaboração para o transporte de doentes oncológicos. Desde 2013 que a autarquia assegura deslocações semanais de doentes para os IPO do Porto e Coimbra. A partir de agora, o transporte será efectuado pelos bombeiros voluntários mas os custos das viagens vão continuar a ser suportados pelo Município.

Esta alteração prende-se com o facto de os bombeiros possuírem melhores condições materiais e humanas para assegurar o transporte de doentes. Desta forma a autarquia garante a continuidade do apoio prestado aos doentes do concelho para a realização de consultas ou tratamentos oncológicos, mas em melhores condições e com a frequência necessária.

Recorde-se que em 2013 o Ministério da Saúde deixou de comparticipar o transporte de doentes, altura em que várias pessoas do concelho deixaram de ir às consultas ou aos tratamentos por falta de recursos financeiros. Face a essa situação, a Câmara Municipal decidiu apoiar o transporte dos utentes, garantindo o acesso aos cuidados de saúde de todos os doentes oncológicos do concelho. Apoio que custa ao município cerca de 2 mil euros por mês e que é agora melhorado com o transporte a ser efetuado pelos bombeiros voluntários, numa viatura própria para transporte de doentes.

Consulte aqui o protocolo.

  • logotipo sgs
  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem