Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos facebook_icon play_icon instagram_icon

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Seca e escassez de água motivaram visita da Presidente da ERSAR a Alfândega da Fé

20220729 092946 1 1024 2500
29 Jul '22

A Presidente da ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos), Vera Eiró, visitou hoje as barragens de Sambade e da Esteveínha, no concelho de Alfândega da Fé. O período de seca que atravessamos e a escassez de água, motivou esta visita da Presidente da ERSAR, juntamente com o administrador das Águas do Norte, Filipe Araújo da Silva.

Numa altura em que a barragem de Sambade, afeta exclusivamente ao abastecimento urbano, se encontra apenas com 27% da sua capacidade, Município, Águas do Norte, Associação de Regantes e demais entidades agilizam medidas para uma melhor eficiência na utilização dos recursos hídricos e antecipam soluções para que não falte água no abastecimento às populações, durante os próximos dois meses que serão críticos.

Dada a previsão de prolongamento do período de seca e de agravamento da situação, uma das soluções que está a ser estudada é a reativação da ETA da barragem da Esteveínha para que esta possa garantir o abastecimento nos domicílios, algo que poderá acontecer em breve. A Esteveínha encontra-se atualmente nos 35% da sua capacidade, uma situação bastante preocupante também já que esta barragem tem sido fulcral para o regadio e para a principal atividade económica local que é a agricultura. O agravamento da situação poderá levar ao encerramento das condutas de regadio já partir de meados de agosto.

Eduardo Tavares, Presidente do Município de Alfândega da Fé, está preocupado com a seca no concelho e apela às entidades governamentais para que promovam o investimento nas barragens e na eficiência do abastecimento hídrico, através da abertura de programas específicos para estes territórios, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência ou do Plano de Desenvolvimento Regional. O autarca refere a necessidade de reforçar a bacia hidrográfica da barragem de Sambade, de forma a torná-la mais resiliente e evitar futuras situações de interrupção do abastecimento domiciliário. Será necessário criar mais infraestruturas para melhorar o ciclo urbano de água no concelho e investir num regadio mais eficiente. De salientar ainda que o Município e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) estão a trabalhar em conjunto na melhoria das condições das nascentes de água que abastecem as aldeias de Covelas, Vila Nova e Soeima, bastante afetadas com a falta de água.

Considerando a situação crítica e preocupante que atravessamos, pede-se às populações que sejam razoáveis na utilização da água, evitando desperdícios e gastos supérfluos, nomeadamente a lavagem de viaturas, pátios e o enchimento de piscinas.

20220729_091035
20220729_095636
  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem

CaptureMunicipio_de_Excelência-1Alfandega_da_Fe_Vila_educadora_PT-01_1Desperdício   logo2020_GG_ELOGE     Selo_Qualidade_Sénior_FINAL_page-0001Logo_PDAM_ano2019-05_(1)