Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube 

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Município de Alfândega da Fé assina acordo para medidas de combate à seca

20220803 125553 1 1024 2500
04 Ago '22

Presidente da Câmara pede mais apoio para armazenamento de água

Decorreu no dia 3 de agosto, em Carrazeda de Ansiães, a assinatura de protocolos de colaboração técnica e financeira para medidas de combate à seca em Trás-os-Montes e Alto Douro, promovida pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e que engloba os municípios de Alfândega da Fé, Alijó, Bragança, Carrazeda de Ansiães, Macedo de Cavaleiros, Mogadouro e Vimioso.

No total, os sete Municípios vão receber cerca de 1,3 milhões de euros para implementar medidas de emergência para fazer face a este período de seca e assegurar o abastecimento de água à população em zonas mais críticas. A Alfândega da Fé vão ser atribuídos cerca de 35 mil euros para limpeza de nascentes, reposição de condutas e construção de furo artesiano e respetivos equipamentos nas aldeias de Covelas, Vila Nova e Soeima. Estas três localidades são, neste momento, as que mais sentem os efeitos da falta de água, estando a aldeia de Soeima, neste momento a ser abastecida com recursos a autotanques.

Para Eduardo Tavares, Presidente da Câmara Municipal, é necessário mais investimento na criação de reservas de água e albufeiras e mais apoios na melhoria das redes de abastecimento e no ciclo urbano da água, algo que não se verificou no último quadro comunitário :“No último quadro comunitário não foram abertos avisos para a reabilitação das redes de abastecimento ao consumo humano, o que impossibilitou a melhoria e substituição das redes existentes e a realização de um trabalho importante e urgente para melhorar a eficiência e sustentabilidade das nossas redes e aumentar a poupança de água. É necessário que o próximo quadro comunitário tenha estas prioridades em consideração, assim como o Plano de Recuperação e Resiliência”.

A recuperação do projeto original da Barragem de Sambade, que previa o transvase de duas linhas de água para aumentar a capacidade da albufeira, e a criação de charcas em diversos pontos do concelho, nomeadamente na Serra de Bornes, são algumas das propostas que o autarca deixou ao Secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas, João Paulo Catarino, presente na Cerimónia, e aos responsáveis da APA, ICNF, CCDR Norte e Águas do Norte, de forma a aumentar a resiliência e sustentabilidade do território face aos períodos de seca e também no combate a incêndios. Referiu ainda a necessidade de apoio na aquisição de máquinas de rastos para combate aos fogos florestais.

O Presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé, destacou a importância dos investimentos feitos nos últimos anos, nomeadamente na requalificação da barragem da Esteveínha e da Barragem da Camba, que permitiu armazenar mais quantidade de água e a sua utilização mais eficiente. “Se não tivéssemos reabilitado as barragens estávamos hoje, certamente, muito pior”, assinalou Eduardo Tavares.

Para fazer face a este período crítico, a ETA (Estação de Tratamento de Águas) da Barragem da Camba já foi reativada para abastecimento humano e prevê-se que, em Setembro, a ETA da Esteveínha volte a funcionar para abastecer a maioria dos domicílios do concelho de Alfândega da Fé.

20220803_111308
20220803_112554
20220803_115449
20220803_115711
20220803_130215
  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem

CaptureCIG_web_Banner_Menção_HonrosaAlfandega_da_Fe_Vila_educadora_PT-01_1Desperdício   logo2020_GG_ELOGE     Selo_Qualidade_Sénior_FINAL_page-0001Logo_PDAM_ano2019-05_(1)