Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube 

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Histórias de Gentes Simples | Livro recupera histórias de outros tempos

1.1 1 1024 2500
22 Ago '16

Livro dá a conhecer vivências do mundo rural. A obra da autoria da Sambadense Virgínia Azevedo foi apresentado a 19 de agosto na Casa do Povo de Sambade, atual Centro Cultural Tecnológico.

“Histórias de Gentes Simples” retrata as vivências de um mundo rural “perdido” na meninice e juventude da autora. “Escrevo estas minhas vivências e lembranças para que não se perca com a minha memória um passado que, feliz ou infelizmente, já não tem presente.”, refere. São histórias de Gente Simples, uma coletânea de 19 histórias que, agora, com o apoio da Câmara Municipal de Alfândega da Fé, Virgínia Azevedo decidiu tornar públicas. As malhadas, as segadas, o entrudo, a matança do porco, os trabalhos agrícolas, o dia-a-dia de uma aldeia e das suas gentes no Portugal da década de 60/70 do século passado, ganham vida neste livro. “ (…) Muitos destes textos contêm descrições etnográficas importantíssimas e que importa preservar, não passando despercebido o especial contributo que a autora dá em assuntos como a gastronomia local, em alguns casos de forma tão pormenorizada que certamente permitirão experimentar as ementas!”, Escreve Francisco José Lopes no prefácio que acompanha a obra. Para a Presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé, Berta Nunes, “este livro com histórias contadas quase na primeira pessoa, histórias vividas que evocam tempos passados, é um testemunho único na forma e no conteúdo. Não sendo um livro etnográfico é rico em informações sobre os trabalhos agrícolas, as festas, a alimentação e a forma de cozinhar e comer os alimentos que se produzem localmente, sendo um relato pormenorizado de um tempo passado, que embora com grandes mudanças ainda tem continuidade no presente.” Daí que refira que “este é um testemunho para memória futura que a autarquia tem o maior gosto em apoiar.”


A divulgação e valorização dos traços identificativos do território tem sido uma das linhas seguidas pela Câmara Municipal, ciente de que só se pode valorizar e preservar aquilo que se conhece. A edição deste livro é disso exemplo e assume complementaridade com outro projeto recentemente criado em Sambade e no qual a autora está particularmente envolvida. Trata-se do Centro de Interpretação do Território, mais concretamente da exposição etnográfica patente na sala Sambade. Virgínia Azevedo esteve na linha da frente na recolha e organização do espólio que compõe este espaço, enquanto membro da Junta de Freguesia na altura liderada por Carolino Pimentel. Primeiramente o espólio esteve exposto numa sala na sede da Junta, ganhou lugar próprio no Centro de Interpretação. O livro “ História de Gentes Simples” pode assumir-se como um guia para melhor compreender e conhecer os objetos e histórias que a Sala Sambade também tem para contar.

1
2
3
4
5
6
  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem

CaptureCIG_web_Banner_Menção_HonrosaAlfandega_da_Fe_Vila_educadora_PT-01_1Logo_PDAM_ano2019-05_(1)Desperdício   EIC_-_ISO_9001_-_Qualidade_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_ISO_14001_-_Ambiente_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_OHSAS_18001_NP_4397_-_Segurança_e_Saúde_do_Trabalho_Entidade_Certificada_IPAC     logo2020_GG_ELOGE Selo_Qualidade_Sénior_FINAL_page-0001