Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube 

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Clube de Leitores Online

2021/10/28 a 2021/11/24
Padre antonio vieira tomo 1 volume 1 1 1024 2500

Vídeo do CLAF – para publicação no dia 28 de Outubro/2021

No nosso Clube de Leitores online deste mês, convidamos-vos a ouvirem a leitura de um excerto da obra do Padre António Vieira. Leitura efectuada pelo Dr. Miguel Franco. 

A OBRA COMPLETA DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA

O Padre António Vieira foi um dos maiores oradores de sempre, mas também um defensor da tolerância entre diferenças, da busca do saber e da harmonia entre povos. A sua obra lega-nos todo um património de pensamento e domínio da palavra. Esta edição tem trinta volumes e é o resultado do trabalho pioneiro de pesquisa e localização de todos os escritos do Padre António Vieira, levado a cabo ao longo da última década. A Obra Completa do Padre António Vieira é constituída por:
- Cartas
- Sermões
- Textos proféticos
- Escritos políticos
- Escritos sobre os judeus
- Escritos sobre os Índios
- Poesia e teatro

O AUTOR – PADRE ANTÓNIO VIEIRA
O Padre António Vieira nasceu em Lisboa, Portugal, a 6 de Fevereiro de 1608. De origem humilde, tinha ascendência judaica do lado materno e negra do lado paterno. Em 1614, Vieira e a sua família mudaram-se para o Brasil. Estudou num colégio de jesuítas e, com 15 anos de idade, decidiu fazer parte da Companhia de Jesus. O seu primeiro sermão, quando o padre tinha 25 anos, foi pregado em 1633 e tratava da invasão holandesa. Nesse mesmo ano, proferiu um sermão contra a escravidão dos Índios. A atividade missionária do Padre António Vieira visava proteger os Índios do destino da escravatura e morte a que vinham sendo sucessivamente submetidos.

Em 1634, foi ordenado padre e começou a trabalhar junto da população indígena. Em 1641, voltou a Lisboa para jurar fidelidade a D. João IV (1604-1656). Foi conselheiro da Corte, embaixador e homem de confiança do rei. Porém, o padre mostrava-se defensor dos cristãos-novos, o que lhe gerou inimigos na Igreja.

Assim, retornou ao Brasil em 1652, para trabalhar na evangelização dos Índios no Maranhão. Nesse estado, entrou em conflito com os colonos, pois manifestava-se contra à escravização dos índios. Por isso, em 1661, depois de um ano preso, foi expulso do Maranhão e voltou novamente a Portugal. Aqui, foi perseguido pela Inquisição portuguesa. Mas em 1669, depois de demonstrar arrependimento pelo crime de heresia, recebeu o perdão parcial, pois perdeu o direito de pregar.

O padre foi viver em Roma. E, devido à influência do regente Pedro II (1648-1706) de Portugal, readquiriu o direito de pregar e tornou-se o pregador oficial do papa. Vieira retornou ao Brasil, em 1681. De 1688 a 1692, foi visitador-geral do Brasil. E morreu em Salvador, em 18 de julho de 1697. A sua vida foi marcada pelo envolvimento em questões políticas da Igreja e do Estado. O Padre António Vieira usou os seus sermões para a defesa das suas ideias e a conquista dos seus objetivos.

  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem

CaptureCIG_web_Banner_Menção_HonrosaAlfandega_da_Fe_Vila_educadora_PT-01_1Logo_PDAM_ano2019-05_(1)Desperdício   EIC_-_ISO_9001_-_Qualidade_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_ISO_14001_-_Ambiente_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_OHSAS_18001_NP_4397_-_Segurança_e_Saúde_do_Trabalho_Entidade_Certificada_IPAC     logo2020_GG_ELOGE Selo_Qualidade_Sénior_FINAL_page-0001