Passar para o Conteúdo Principal

siga-nos Facebook Alfândaga da Fé Youtube 

Hoje
Hoje
Amanhã
Amanhã

Mensagem do Presidente

223140604_554209072668612_8632384587501934812_n

Alfandeguenses,


Estamos numa época do ano com especial importância para o nosso concelho, do ponto de vista económico, turístico e também pela sua simbologia. Os meses de maio e junho são especiais para nós pois é o tempo das cerejas. Um produto que nos dá notoriedade e pelo qual o nosso concelho é conhecido a nível nacional e na vizinha Espanha, atraindo muitos visitantes nesta época do ano.

É nestes meses de maio e junho que realizamos a nossa Festa da Cereja, este ano com uma designação renovada e num formato que sei que será do agrado dos nossos produtores, comerciantes e mais flexível para quem nos visita. Tenho a certeza que a Festa da Cereja&co 2022 será uma grande festa para todos os alfandeguenses!

Temos ainda a destacar a celebração do Feriado Municipal de Alfândega da Fé no dia 8 de maio. Este ano assinalamos 728 anos da atribuição da Carta de Foral ao concelho de Alfândega da Fé pelo Rei D. Dinis, com um programa de atividades integrado na Festa da Cereja&co.

Deixo-vos, por isso, o convite para desfrutarem connosco destes meses de maio e junho e da nossa Festa da Cereja&co.

Eduardo Tavares
Presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé

Mensagens anteriores
  • Mensagem da Presidente - 2013

    Estando a chegar ao fim o mandato é nossa intenção apresentar contas e fazer um balanço.
    Estes 3 anos e meio foram difíceis pela dívida e pelos problemas herdados, mas também pela crise do país que teve como consequência cortes muito grandes nos recursos da autarquia.
    As autarquias vivem de receitas próprias dos impostos municipais e de transferências do orçamento de estado e no caso de Alfândega mais de 80% das receitas anuais da autarquia dependem das transferências do orçamento de estado, sendo as receitas próprias pequenas.
    Em Janeiro de 2010 no início do mandato as transferências do estado para a autarquia de Alfândega rondavam os 6 milhões e em 2012 já só foram de 5 milhões e 250 mil em números redondos, dos quais mais de 1 milhão e meio são gastos a pagar a dívida herdada que temos de pagar e vamos continuar a pagar nos próximos anos.
    Em 3 anos foram – nos retirados perto de 1 milhão e meio de euros de receitas resultantes das transferências do estado e tudo isso condiciona e muito a actividade do município.
    Mas apesar de todos estes constrangimentos temos vindo a diminuir a dívida: de 2011 para 2012 diminuímos em mais de meio milhão a dívida da autarquia e no caso das empresas municipais desde 2010 já diminuímos a dívida em mais de 1 milhão de euros.
    No entanto nós não queremos apenas pagar a dívida, queremos e conseguimos aproveitar o quadro comunitário para fazer investimentos importantes para o concelho, manter a actividade de administração directa gerindo com rigor e de uma forma organizada os recursos humanos do município, manter os apoios na educação adequando-os aos recursos existentes, manter apoios sociais aos mais carenciados, apoiar a criação de empregos através do gabinete de apoio ao empreendedor, apoiar as actividades culturais como a banda municipal, os grupos de cantares a escola de teatro, apoiar o desporto concentrando na Ara uma parte importante dos apoios, entre outras actividades.
    Apesar das dificuldades da autarquia e do país não cruzamos os braços e não desmoralizamos, apenas trabalhamos e trabalharemos com mais afinco para vencer as dificuldades e obstáculos com o objectivo de construir um futuro melhor para o concelho e para o país.

  • logotipo compete
  • wiremaze logotipo

imagem

CaptureCIG_web_Banner_Menção_HonrosaAlfandega_da_Fe_Vila_educadora_PT-01_1Logo_PDAM_ano2019-05_(1)Desperdício   EIC_-_ISO_9001_-_Qualidade_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_ISO_14001_-_Ambiente_Entidade_Certificada_IPAC     EIC_-_OHSAS_18001_NP_4397_-_Segurança_e_Saúde_do_Trabalho_Entidade_Certificada_IPAC     logo2020_GG_ELOGE Selo_Qualidade_Sénior_FINAL_page-0001